Pesquisa

Mostrando postagens com marcador Bloco de Notas. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Bloco de Notas. Mostrar todas as postagens

domingo, julho 21, 2013

O mundo dá voltas, e chegou sua vez!




Fiquei sabendo que ontem você me ligou, pra dizer que se arrependeu de tudo o que me falou.
Finalmente, a culpa te pegou. Meio tarde, meu amor. 

Na vida, nem tudo é como a gente quer que seja.
E quem nos maltratou, um dia vai pedir desculpas, pode ter certeza!

Me disseram que falando de mim, você chorou. Achei engraçado, por que mesmo depois de tanto tempo
você ainda não superou. Mas acontece! Afinal, o que marcou, a gente nunca esquece.

Mesmo assim, vou retornar sua ligação. Pra te ouvir e no final, dizer que não.

Se lembra que uma vez eu te disse pra não abusar da emoção? 
Pois é. Esqueci de dizer, que ninguém brinca com o meu coração.

Paixão é assim mesmo; faz a gente ficar sem reação e perder a razão.
Mas, uma hora a gente cai na real. Mesmo que fique "meio sem chão".

Tudo o que vai, nem sempre volta. Você foi embora, desde então, pouco importa.
Você voltou, quem diria? Mas estou indo embora. Ou pensou mesmo que eu voltaria?

Eu sofri e não vou negar. Chorei, e achei que não ia aguentar. 
Só que sofrimento nunca fez o meu tipo. Então, faz um favor?
Desaparece! Por que alguém como você, não quero nem como inimigo.

O que vem daqui pra frente, pra mim tanto faz!
O que eu quero mesmo, é ser feliz e estar em paz.

Então me desculpe se te magoei.
Mas o mundo dá voltas, e chegou sua vez!

Beijinhos, baby!

quarta-feira, março 20, 2013

Quem sou eu para você?


Por Thaís Lira

Sou seus segredos, sou seus medos. Sou seus casos, e descasos. Sou seus beijos, seus amassos, seus abraços. Sou seus momentos, os mais desejados. Sou seus pensamentos, seus movimentos. Sou a responsável pela aceleração dos seus batimentos. Sou quem te tira o chão, te deixa fora do lugar. Sou a imperfeição que você quis amar. Sou sua busca, sua fala, seu silêncio, sua concordância, sua oposição, seu grito, sua lábia. Sou suas mentiras mal contadas. Sou suas meias-verdades descaradas. Sou a verdade que você preferiu esconder. Sou a simplicidade, que complica tudo dentro de você. Sou seu romance inacabado. Sou o “pra sempre” que não aconteceu. Sou sua calmaria, que te deixa impaciente. Sou a dor no peito, que te deixa doente. Sou a magia, qual você não acreditou. Sou a fé, qual você não depositou. Sou sua quase realidade. Sou aquela que você não sabe, mas mudou sua história e vai deixar saudade.


quinta-feira, março 14, 2013

Bloco de Notas: Verdades, de uma história sem fim


Por Thaís Lira



Eu sei, ainda dói no fundo da minha alma quando eu te vejo. Mas eu bato no peito dizendo que está tudo bem. Realmente, ainda não superei tudo o que se passou. Mas, você também não, eu sei! E o fato de ter deixado você partir, não significa que deixei de sentir. Quem me vê, enxerga você por trás do meu sorriso. E quando estou só, sempre vem alguém dizendo que te vê comigo. Mal eles sabem, que cada lágrima que caiu dos meus olhos, me desmontava por inteira - e que o disfarce de hoje, tem tudo a ver com as lágrimas que derramei ontem. E que mesmo sendo solidão, essa é minha melhor companhia depois de você. Os manuscritos de nós dois, ainda estão guardados, junto com os retratos, e os presentes desembalados. Os registros de ligações de horas e horas, os torpedos que esgotavam os caracteres, e até seu apelido na agenda, continua lá - naquele celular velho, naquele chip velho, naquele número velho que eu não quero usar - só pra não lembrar. E eu me lembro bem, foi por e-mail, que você decidiu terminar. E agora, fica ai, fingindo que há outra em meu lugar. Nossos amigos em comum, fazem questão de perguntar, se a gente ainda "se ama", ou se a gente "vai voltar". E quase sempre, a gente mente, dizendo que a melhor coisa foi terminar. Mas cada página virada, ainda me leva a você. A história não acabou. Você vai ver.


sexta-feira, março 08, 2013

O recomeço

Por Thaís Lira

Fonte Imagem: Tumblr


Bonjour!

Recomeçar não é uma tarefa tão simples. Esquecer o que se passou, como se fosse o vento, a brisa, ou a folha que cai – é uma tarefa, muitas vezes, árdua e difícil de ser executada.  Na verdade, para a maioria dos seres humanos, o ato de recomeçar é quase uma lei da vida. Afinal, em algum momento de nossas vidas; talvez, no ápice de nossa aceitação, o costume com isso ou aquilo nos incomode tanto – tanto ao ponto alto da vida, onde voltamos para baixo e resolvemos recomeçar.

O processo do recomeço é um conflito entre o medo do novo e a expectativa da novidade. Um conflito entre “ir em frente” ou “mudar o caminho”. Um conflito entre o medo, e a coragem. Mas não há conflito que seja capaz de vencer a decisão! E foi isso que fizemos. Apesar de tantos conflitos, tomamos uma decisão. Fizemos uma escolha. A escolha de RECOMEÇAR.

Recomece pra valer, quantas vezes for preciso. Não deixe sua rotina te impedir de viver o novo. Mude de visual, mude de casa, mude seu carro, mude a rotina, mude de emprego, mude a estratégia, mude a playlist, mude o toque do celular, mude a capa do Iphone, mude o dia, mude o humor, mude a piada, mude a frase, mude o hobby, mude a cor da parede do seu quarto, mude o apelido carinhoso, mude a forma como você enxerga o mundo, mude o tempo todo, mude para o bem de quem você ama, mude para o seu bem, mude por alguém – Mude! Sobretudo, por você.

Sejam bem-vindos ao novo Fábrica de Mulheres!

Beijo e queijo!